Pular para o conteúdo

poesia

Para o poema desta página “Dedicado a Matilde Campilho, que sem saber me ensinou.” para o poema desta página: a – abrir a janela mais próxima b – faltando a […]
poesia

“A confiança e a liberdade estão intimamente relacionadas com a vulnerabilidade. O ser humano teme ser vulnerável por isso a confiança e a liberdade são fenômenos raros. Uma folha não […]

O vento…

Canção do vento e da minha vida O vento varria as folhas, O vento varria os frutos, O vento varria as flores… E a minha vida ficava Cada vez mais […]
O vento…

“A viagem não acaba nunca. Só os viajantes acabam. E mesmo estes podem prolongar-se em memória, em lembrança, em narrativa. Quando o viajante se sentou na areia da praia e […]

O rei do mar Muitas velas. Muitos remos. Âncora é outro falar… Tempo que naveguei não se pode calcular. Vi as Plêiades. Vejo agora a Estrela Polar. Muitas velas. Muitos […]

Céu de mim

Ontem céu de mim Tocou o ar Meu silêncio cantou um som Meu azul mudou de tom Instante pleno De dentro da palavra Eu aceno Rosa laranja lilás Dentro de […]
Céu de mim

No início, eu queria um instante. A flor. Depois, nem a eternidade me bastava. E desejava a vertigem do incêndio partilhado. O fruto. Agora, quero apenas o que havia antes […]