Pular para o conteúdo

poemas

“Quem chega tarde deve andar devagar Andar como quem parte pra nenhum lugar Vida que me venta sina que me brisa só te inventa quem te precisa” Leminski  

“A maior riqueza do homem é a sua incompletude. Nesse ponto sou abastado. Palavras que me aceitam como sou – eu não aceito. Não agüento ser apenas um sujeito que […]

“Eu queria aprofundar o que não sei, Como fazem os cientistas, Mas só na área de encantamentos. Queria que um ferrolho fechasse o meu silêncio Para eu sentir melhor as coisas […]