Pular para o conteúdo

Literatura

poesia

O que eu levo nos bolsos Um isqueiro amarelo um pouco de areia moedas brilhantes teu nome anotado num papel dobrado minha praia de bolso um isqueiro amarelo um pouco […]
poesia

“A viagem não acaba nunca. Só os viajantes acabam. E mesmo estes podem prolongar-se em memória, em lembrança, em narrativa. Quando o viajante se sentou na areia da praia e […]